Índice

Uma das discussões atuais que mais geram polêmica no mundo é a identidade de gênero. Constantemente, vemos o assunto sendo debatido devido a situações controversas entre pessoas que apoiam e outras que não apoiam essa política.

Na semana passada, especificamente na quinta-feira, dia 14 de abril, um relatório com dados prisionais chamou atenção nas redes sociais. O relatório traz detalhes sobre os detentos de um presídio localizado no estado de Nova Jersey, nos Estados Unidos.

As informações foram divulgadas primeiramente pelo jornal americano New York Post e, de acordo com o relatório, duas detentas ficaram grávidas. A princípio, pode-se pensar que houve algum tipo de abuso contra elas.

No entanto, não foi o que aconteceu. Essas duas prisioneiras tiveram relações com uma prisioneira transexual. Acontece que, desde o ano passado, o estado de Nova Jersey está permitindo que os detentos cumpram suas penas em presídios adequados à sua identidade de gênero.

Ainda segundo o relatório divulgado na semana passada, na Edna Mahan Correctional Facility, onde o caso das duas mulheres grávidas aconteceu, das 800 mulheres presas nesta prisão, 27 são transexuais.

Algo que vem chamando ainda mais atenção é que o sistema prisional não exige que essas mulheres transexuais façam a cirurgia para a redesignação sexual.

O caso chamou bastante atenção nas redes sociais justamente por encarcerar mulheres que não passaram pelo processo cirúrgico, abrindo a possibilidade de haver relações entre detentas.



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *