Índice

Uma história que sacudiu o estado do Piauí e agitou as redes sociais aconteceu na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Floriano, Piauí, quando um adolescente chegou com queixas de dores abdominais, desencadeando uma série de eventos inusitados.

Imagine a cena: era um dia comum em Floriano, uma cidade tranquila do interior do Piauí, quando um adolescente, com cerca de 16 ou 17 anos, causou agitação na UPA local com uma reclamação que desafiava a lógica. Além das dores, ele afirmava que um intruso anfíbio havia invadido seu corpo, e essa história envolvendo um “sapobro” estava prestes a se tornar lendária.

No dia 15 de um mês qualquer, esse jovem provocou um frenesi na UPA ao relatar uma história incomum. Ele afirmava que, durante um banho aparentemente comum, sentiu algo penetrar em sua região anal, levando-o a acreditar que uma rã havia pulado e entrado em seu ânus. A peculiaridade dessa narrativa e a estranha associação entre o adolescente e o anfíbio levaram a equipe médica a tomar medidas extraordinárias.

Diante de um caso que mais se assemelhava a uma lenda urbana do que a um problema médico, o adolescente foi submetido a uma série de exames minuciosos. Sua identidade foi mantida em sigilo devido ao sensacionalismo em torno do caso.

O desfecho dessa história? Uma reviravolta que desafia a imaginação. Após exames detalhados, nenhum corpo estranho foi encontrado no jovem. O que parecia uma história inacreditável se desfez em uma lenda peculiar. Foi, na verdade, uma rã e não um sapo, uma distinção que surpreendeu a todos. Após consulta com uma equipe multidisciplinar, o adolescente foi medicado para alívio da dor e recebeu alta.

Esta saga envolveu toda a cidade de Floriano, mantendo todos à beira de suas cadeiras entre o incrível e o extraordinário. Uma história que, sem dúvida, será lembrada por muito tempo na região.



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *