Índice

Você costuma enfrentar dificuldades frequentes para respirar devido à obstrução nasal? Acredite: o problema subjacente da sua rinite ou sinusite pode estar relacionado ao seu intestino. Sintomas como tosse, dor de cabeça, febre e garganta irritada frequentemente estão associados a problemas digestivos.

Para ilustrar, um estudo conduzido pela Mayo Clinic examinou 210 pacientes com sinusite crônica. Por meio das amostras de muco coletadas na cavidade nasal, constatou-se que 96% deles apresentavam candidíase.

Isso indica que a sinusite crônica é, de fato, uma resposta do organismo a fungos patogênicos. Algumas pessoas, devido à sua sensibilidade, podem acabar desenvolvendo problemas mais sérios, como a candidíase.

Agora, com essa informação em mente, podemos concluir que o uso de antibióticos para tratar a sinusite pode ser prejudicial, embora ofereça alívio temporário.

Isso ocorre porque os antibióticos destroem a flora intestinal, favorecendo a proliferação de fungos como a cândida. Além dos sintomas já mencionados, outros sinais de infecção fúngica intestinal incluem:

  • Dores no corpo
  • Mau hálito
  • Fadiga
  • Tontura
  • Náuseas
  • Acne
  • Problemas vaginais
  • Problemas na pele
  • Irritação

Certos alimentos estimulam o crescimento desses fungos, como:

  • Açúcar refinado
  • Farinha
  • Levedura de cerveja
  • Produtos lácteos (com exceção do iogurte natural)
  • Bebidas açucaradas
  • Bebidas alcoólicas (especialmente cerveja)

Além disso, medicamentos como antibióticos e o próprio estresse também são prejudiciais. Felizmente, existem alternativas naturais que podem combater o fungo. Vejamos:

Suplementos e remédios: Considere suplementos à base de ácido caprílico. Esse ácido também está presente no óleo de coco, portanto, aproveite essa opção. Alho, cúrcuma e bicarbonato de sódio também são úteis. Além disso, é recomendado o consumo de probióticos e alimentos ricos em lactobacilos, como iogurte natural (preferencialmente caseiro) e kefir, pois auxiliam na restauração da flora bacteriana intestinal.

Dieta: Como mencionado, evite alimentos açucarados e bebidas alcoólicas.

Lavagem nasal: A receita para uma lavagem eficaz e segura é simples. Misture 1 colher de chá de sal e meia colher de chá de bicarbonato de sódio em um copo de água quente. Insira um pouco dessa solução no nariz, usando um conta-gotas, se necessário. Para uma solução mais potente, algumas gotas de extrato de semente de uva podem ser adicionadas. Repita a lavagem duas vezes ao dia até a infecção desaparecer. Se a garganta estiver dolorida, gargarejar com água morna e sal pode ajudar. No entanto, pessoas com hipertensão não devem realizar essa lavagem devido ao sal.

Aromaterapia: Se você possui um difusor, algumas gotas de óleo essencial podem ser adicionadas para abrir as vias aéreas e combater a inflamação. Óleos essenciais recomendados incluem eucalipto, orégano e tomilho. Utilizando essas técnicas, seus problemas respiratórios têm grandes chances de diminuir ou até mesmo desaparecer.



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *